quinta-feira, 17 de junho de 2010

Acesso poplíteo abaixo do joelho – via posterior

1-Peridural, ou anestesia geral para os que não toleram decúbito ventral.
2-Assepsia e anti-sepsia.
3-Paciente em decúbito ventral, semiflexão do joelho com coxim de apoio na perna.
4-Incisão em S a partir da borda lateral dos tendões dos músculos semi-membranoso e semi-tendinoso, com trajeto longitudinal até a prega de flexão do joelho, aqui a incisão passa a ser transversal até o nível da depressão entre os 02 músculos gêmeos, seguindo longitudinalmente entre eles.
5-Incisão da fáscia muscular.
6-Exposição da safena parva e do nervo cutâneo posterior da coxa.
7-Em um plano mais profundo, após divulsão do tecido adiposo, o nervo tibial e fibular comum encontram-se lateralmente a veia poplítea.
8-Afastamento da veia poplítea e do nervo tibial para simplificar a dissecção arterial.
9-Dissecção, individualização e cadarçamento da artéria poplítea, proximal e distalmente.



Abordagem lateral aos vasos poplíteos:

1, 2, 3, 4 e 5 mesma disposição.

4-Retirada do segmento medial da fíbula possibilita abordar poplítea e fibular.
5-Miotomia do sóleo.
6-Dissecção lateral dos vasos tibiais posteriores, cadarçamento e afastamento.
7-Dissecção, individualização e cadarçamento da artéria fibular.

Nenhum comentário:

Postar um comentário