sábado, 27 de fevereiro de 2010

Fasciotomia

Indicada nos casos de síndrome compartimental- que se caracteriza pelo aumento patológico da pressão tecidual dentro de um compartimento fechado.


Etiologia:
Diminuição do compartimento:
-fechamento de defeitos fasciais,
-constrição por compressas
- curativos
- elementos de compressão pneumáticas
- lesão térmica

Aumento do conteúdo
- sangramentos
- trauma
-anticoagulação e discrasia sanguínea

Aumento da permeabilidade capilar
- isquemia e reperfusão, por lesão arterial
- trauma
-queimadura
- uso de drogas intra-arterial,
- cirurgia ortopédica

Aumento da pressão capilar
-Hipertrofia muscular
-Síndrome nefrótica


Clínica:
Dor, hipoestesia ou paresia, paralisia ou parestesia, edema e endurecimento da musculatura, pulsos distais ausentes ou diminuídos.


Cirurgia:
1- Anestesia local, lidocaína 1%

2-Decúbito dorsal

3-Incisão longitudinal, longa, em face antero-lateral, 1cm abaixo da crista da tíbia, em pele e fáscia

4-Abertura do compartimento anterior,
-musculos tibial anterior, extensor longo do hálux, extensor longo dos dedos,
-artéria e veias tibiais antriores,
-nervo fibular profundo, lesão – perda da dorso-flexão do pé

5-Abertura do compartimento lateral:
-músculos fibular longo e fibular curto
-nervo fibular superficial

6-Incisão longitudinal, longa, em face medial, 2cm abaixo da borda medial da tíbia, em pele e fáscia. Atenção para preservação da safena interna.

7-Abertura do compartimento posterior superficial,
músculo plantar, gastrocnêmico e sóleo
nervo sural

8-Abertura do compartimento posterior profundo:
-músculos flexor longo dos dedos, flexor longo do hálux, tibial posterior
-artéria e veias tibiais posteriores e fibulares
-nervo tibial, lesão – perda da flexão plantar ativa do pé

9 – Hemostasia

10 – Curativo com gaze e atadura.


Irrigação:
-Artéria tibial anterior nutre os músculos extensor longo do hálux e extensor longo dos dedos.

-Artéria tibial posterior nutre os músculos flexor longo do hálux e flexor longo dos dedos.

-Artéria fibular nutre os músculos tibial posterior e flexor longo do hálux.

21 comentários:

  1. Olá Doutora, e qual é o tempo de cicatrização para esse procedimentos?

    ResponderExcluir
  2. Olá, Sérgio!
    Infelizmente não um tempo determinado para era cicatrização varia de paciente para paciente, pode levar 3, 6meses, ou até mais, depende do tipo de lesão que provocou a realização da fasciotomia, a qualidade da circulação e da pele no local, se paciente~tem anemia, etc.

    ResponderExcluir
  3. olá doutora tenho um trabalho para fazer sobre esse assunto precizo saber os cuidados de enfermagem no pré e pós operatorio dessa cirugia e as indicações pobe me ajudar me chamo Deilda

    ResponderExcluir
  4. olá doutora tenho um trabalho da escola para entregar e preciso de saber quais são as complicações vc pode me ajudar?

    ResponderExcluir
  5. parece q algo percorre minhas pernas e se derrama em indeterminados pontos me causando, parece, tipo um vazamento- mas é de dor! Tbm qdo ando me sinto muito cansada nas pernas. Isso sempre me faz parar pra descansar e me arde o peito. Tenho 45 anos e sou enfartada ha 13 anos. minha cardio me sugeriu um angiol. e ele me pediu um tipo de tomografia q é no corpo todo. Na sua opiniao, o caminho é esse mesmo!?
    Aguardo uma retorno seu dra.
    Grata
    Sandra

    ResponderExcluir
  6. Olá, Sandra!
    Infelizmente esse tipo de ajuda eu não tenho como dar, pois dizer o que deve ser feito só examinando o paciente.
    O blog é informativo, para que as pessoas conheçam as doenças. Conduta e tratamento, o médico só tem como raciocinar após conversar pessoalmente, olhar nas pernas, palpar pulsos, as varizes,ver se há diferença de temperatura...

    ResponderExcluir
  7. Oi dra. Cai da escada, a 50 dias, passei um tempo imobilizada e fiz uma ressonancia que acusou edema subcutaneo e liquido/edema na tibia, fiz uma cintilografia ossea q mostrou aumento no fluxo sanguineo, processo inflamatorio nas partes moles da perna, sinais de aumento de remodelacao ossea, na borda medial das tibias sugerindo reforco cortical, a possibilidade de periostite. Ja fiz uso de anti-flamatorios e anti-bioticos, sem resultados, isso sugere cirurgia?

    ResponderExcluir
  8. À princípio não, nenhum desses resultados dos exames apontam para uma cirurgia. Mas para dar uma resposta com certeza só vendo a sua perna.

    ResponderExcluir
  9. Olá doutora!Me chamo OSIEL e tenho 20 anos de idade. A 6 meses sofri um acidente de moto,e fraturei o plato tibial e fìbula.Ouve sindrome compartimental,e com a necessidade de fasciotomia e fixador esterno.
    Minhas perguntas são: meu tornozelo ainda esta com puco movimento,e o joelho dobra apenas 90 graus.COM QUANTO TEMPO VOLTARA A NORMALIDADE DE AMBOS OS MOVIMENTOS?
    NO CASO EU JA TENHO ARTROSE?
    COM QUE TEMPO A MINHA MUSCULATURA VOLTARA A NORMALIDADE?

    ResponderExcluir
  10. Olá, Osiel! Infelizmente eu não tenho como responder nenhuma das suas perguntas, só o ortopedista que está te acompanhando pode responder isto, também. Eu sou cirurgião vascular, não te examinei e não acompanhei seu caso, por esses três motivos não há como te dar uma resposta. Também não recomendo que faça para qualquer outro médico, pois o único que conhece seu caso na integra é o sue ortopedista, logo ele é o único habilitado para isso. É como se você me contasse uma receita de bolo e perguntasse se é gostoso, não vi e não experimentei, não tenho como dizer. Depende de quem fez, é a mesma coisa depende do seu organismo e eu não vi a fratura, o aspecto da musculatura e nem acompanhei durante a confecção da fasciotomia, da colocação do fixador. Recomendo voltar no seu médico.

    ResponderExcluir
  11. Olá doutora, me chamo antonio e gostaria de saber se é normal após 2 meses de uma cirurgia de trombose e precedida de uma fasciotomia o pé "na palanta" se manter inchado e a musculatura da panturrilha ficar como endurecida. Tem também cronico, fisgadas no pé, as vezes na sola e as vezes nos dedos. Isso tudo é normal pós e deve desaparecer com o tempo?

    ResponderExcluir
  12. Olá, Antonio!
    É esperado tudo isso. Com o tempo vai melhorar muito o inchaço, mas para sempre essa perna será diferente da outra, sempre será um pouquinho maior que a outra, ficará bem melhor do que está agora, o endurecido por exemplo vai sumir, e a fisgada também tende a desaparecer, geralmente aguardamos cerca de 6 meses.

    ResponderExcluir
  13. My husband has become a ѕatіsfieԁ GгеenSmoκе
    consumer. He appreciates the νariety of tastеs and stгengthѕ.
    There havе been а few problems with life of the battery, but GrеenЅmoκe сustomer
    carе haѕ іmmediatelу rеplacеԁ
    all of them withоut queѕtion. He's very happy with all the GreenSmoke experience and has recommended the actual oroduct to many friends and relatives.

    My page - Yasinclub.com

    ResponderExcluir
  14. Hi therе, just became alert to your blоg thrοugh Googlе, and
    found that it's really informative. I am gonna watch out for brussels. I'll
    be grateful іf you cоntinue thіs in future.
    Νumeгous people will be benefited from уοur writіng.

    Cheers!

    Visіt my web blοg; http://www.sfgate.com/business/prweb/article/V2-Cigs-Review-Authentic-Smoking-Experience-or-4075176.php

    ResponderExcluir
  15. Ola Dra. fui vitima de FAF em coxa bilateral e um dos procedimentos foi a fasciotomia de compartimento anterior. Acontece que ja tem 8 meses de realizada a cirurgia e meu músculo ainda não voltou a funcionar normalmente, ou seja, ainda não consigo fazer meu pé levantar...também tive lesão no nervo tibial e fibular,apenas por compressão de sangue. O que pode ter acontecido com meu músculo???

    ResponderExcluir
  16. oi meu nome e Jaqueline,,, meu amor fez uma cirurgia de fasciotomia e outra que emendou a artéria e ponte femoral do membro inferior ele ficou com varias cicatrizes gostaria de saber se exixte algum processo de cerurgia plástica q resolve ou fazem elas sumir.... espero sua resposta obrigada.

    ResponderExcluir
  17. Olá Dra, minha mãe teve uma fratura exposta de tíbia, fez uma fasciotomia, e agora teve alta, é normal ter tratar esse tipo de procedimento em casa, não tem riscos?

    ResponderExcluir
  18. Boa tarde minha mae teve uma fratura no plato tibial da perna direita sem desvio, ela foi atropelada, ficou imobilizada com o brace or 60 dias depois que começou caminhar com ajuda de andadador a perna começou inchar, e o joelho tb, ela disse que sente a perna pesada, a fisioterapeuta disse que é normal esse inchaço pra pessoas que ficam muito tempo imobilizada mas ja tem 3 semanas que tirou o brace

    ResponderExcluir
  19. Ola Doutora , me chamo ana , sofri um acidente a 25 anos a traz , onde minha perna foi quebrada em três locais e também tive fratura na bacia , hoje 25 anos depois , voltei a sentir dores na perna e na bacia , fui ao medico onde após um raio x ele disse que minha perna havia diminuído 3 sentimetros , ele disse que era um caso cirurgico , mas estou assustada pois ele me passou três procedimentos cirúrgicos osteotomia tíbia , osteotomia fíbula e fasciotomia e placa de 8 fêmur , ele disse ser nescrssarias mas estou apreensiva , por favor me ajude . Desde já agradeço ! Um forte abraço

    ResponderExcluir
  20. Olá Dra.Vivian, uma pessoa conhecida há dois meses atrás teve oclusão arterial aguda com isquemia em membro inferior. Um dia após a realização de revascularização fez-se necessário realização de fasciotomia nas laterais da perna afetada. Já cicatrizadas as incisões das fasciotomias segue com inchaço na perna e os dedos do pé, que ainda permanecem com necrose devido a isquemia, estão com pequena parte aberta onde sai leve secreção. Por gentileza, gostaria de saber se há complicações devido ao inchaço e quanto a secreção que sai do dedo do pé. Grata. Att.

    ResponderExcluir
  21. Olá minha tia fez um procedimento para desobstruir uma veia deu um edema e fizeram uma fasciotomia tá no hospital duas armas e está bem aberto ela vem pra casa com a perna aberta ??

    ResponderExcluir