quarta-feira, 16 de junho de 2010

Acesso ao trígono femoral

1-Peridural, podendo ser local com sedação
2-Paciente em decúbito dorsal e ligeira abdução da coxa
3-Coxim sob o trocanter do fêmur do lado a ser dissecado
4-Assepsia e anti-sepsia
5-Incisão longitudinal, na região inguinal, referência ponto médio entre a espinha ilíaca ântero-superior e a tuberosidade do púbis, em direção ao côndilo medial do fêmur
6-Abertura de subcutâneo, e aponeurose superficial e profunda (fáscia cribiforme)
7-Músculo satélite dos vasos femorais- sartório
8-De lateral para medial – nervo, artéria, veia femoral e safena magna
9-Dissecção, individualização e cadarçamento das artérias femoral comum, superficial e profunda
10-Atenção na dissecção da artéria femoral profunda com as tributárias da veia femoral profunda, a circunflexa femoral lateral, passa sobre a origem da artéria femoral profunda e dissecções não cuidadosas podem causar sangramento desagradáveis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário